Dernière Danse/Última Dança -Indila

Esse é o nosso primeiro post sobre “Aprendendo francês com músicas”!

Aprender uma língua pode parecer desafiador e até desanimador no começo, pois é um mundo novo e tudo o que é novo e desafiador pode nos gerar um certo desconforto, certo?

Mas, nós podemos e devemos mudar essa sensação aprendendo uma nova língua com conteúdos que são relevantes para nós, ou com conteúdos que gostamos. E tenho certeza que todo mundo gosta de uma boa música, não é mesmo?

Nessa seção de posts, a ideia é que você acompanhe a letra da música com a transcrição da letra em francês e com a tradução da letra em português. Ouvir e ler o francês é uma ferramenta de muita importância para o seu aprendizado!

Os vídeos são retirados do próprio youtube, então curte e compartilhe! Assim retribuímos a gentileza das pessoas que postaram essas músicas para nós apreciarmos!

Então, vamos para nossa primeira música! Espero que vocês gostem!

Dernière Danse – da cantora Indila

Dernière Danse – Indila

Oh, ma douce souffrance

Pourquoi s’acharner tu recommences

Je ne suis qu’un être sans importance

Sans lui je suis un peu “paro”

Je déambule seule dans le métro

Une dernière danse

Pour oublier ma peine immense

Je veux m’enfuir, que tout recommence

Oh, ma douce souffrance

Je remue le ciel, le jour, la nuit

Je danse avec le vent, la pluie

Un peu d’amour, un brin de miel

Et je danse, danse, danse, danse, danse

Et dans le bruit, je cours et j’ai peur

Est-ce mon tour?

Revient la douleur

Dans tout Paris, je m’abandonne

Et je m’envole, vole, vole, vole…

Que d’espérance

Sur ce chemin en ton absence

J’ai beau trimer, sans toi ma vie n’est qu’un décor qui brille, vide de sens

Je remue le ciel, le jour, la nuit

Je danse avec le vent, la pluie

Un peu d’amour, un brin de miel

Et je danse, danse, danse, danse, danse

Et dans le bruit, je cours et j’ai peur

Est-ce mon tour?

Revient la douleur

Dans tout Paris, je m’abandonne

Et je m’envole, vole, vole, vole…

Dans cette douce souffrance

Dont j’ai payé toutes les offenses

Ecoute comme mon cœur est immense

Je suis une enfant du monde

Je remue le ciel, le jour, la nuit

Je danse avec le vent, la pluie

Un peu d’amour, un brin de miel

Et je danse, danse, danse, danse, danse

Et dans le bruit, je cours et j’ai peur

Est-ce mon tour?

Vient la douleur

Dans tout Paris, je m’abandonne

Et je m’envole, vole, vole, vole…

Que d’espérance

Sur ce chemin en ton absence

J’ai beau trimer, sans toi ma vie n’est qu’un décor qui brille, vide de sens

Je remue le ciel, le jour, la nuit

Je danse avec le vent, la pluie

Un peu d’amour, un brin de miel

Et je danse, danse, danse, danse, danse

Et dans le bruit, je cours et j’ai peur

Est-ce mon tour?

Vient la douleur

Dans tout Paris, je m’abandonne

Et je m’envole, vole, vole, vole, vole

Dans cette douce souffrance

Dont j’ai payé toutes les offenses

Ecoute comme mon cœur est immense

Je suis une enfant du monde

Je remue le ciel, le jour, la nuit

Je danse avec le vent, la pluie

Un peu d’amour, un brin de miel

Et je danse, danse, danse, danse, danse

Et dans le bruit, je cours et j’ai peur

Est-ce mon tour?

Vient la douleur

Dans tout Paris, je m’abandonne

Et je m’envole, vole, vole, vole, vole

Ultima Dança

Oh, meu doce sofrimento.

Por que ao se esforçar tu recomeças

Eu sou só um ser sem importância

Sem ele eu sou um pouco perturbada

Eu vago sozinha no metrô

Uma última dança

Para esquecer minha imensa dor

Eu quero ir embora, que tudo recomece.

Oh, meu doce sofrimento.

Eu movo o céu, o dia, à noite.

Eu danço com o vento, a chuva.

Um pouco de amor, um fio de mel.

E eu danço, danço, danço, danço, danço

E na gritaria, eu corro e tenho medo.

É minha vez?

Volta à dor

Por toda Paris, eu me abandono.

E eu vôo, vôo, vôo…

Quanta esperança

Neste caminho durante tua ausência

Eu tentei muito, mas, sem você minha vida é um palco que brilha vazio, sem sentido.

Eu movo o céu, o dia, a noite

Eu danço com o vento, a chuva.

Um pouco de amor, um fio de mel.

E eu danço, danço, danço, danço, danço

E na gritaria, eu corro e eu tenho medo.

É minha vez?

Volta a dor

Por toda Paris, eu me abandono.

E eu vôo, vôo, vôo…

Nesse doce sofrimento

Onde eu paguei todos os pecados

Escute como meu coração é imenso

Eu sou uma criança do mundo

Eu movo o céu, o dia, à noite.

Eu danço com o vento, a chuva.

Um pouco de amor, um fio de mel.

E eu danço, danço, danço, danço.

Na gritaria, eu corro e eu tenho medo.

É minha vez?

Volta a dor

Por toda Paris, eu me abandono.

E eu vôo, vôo, vôo…

Quanta esperança

Neste caminho durante tua ausência

Eu tentei muito, mas, sem você minha vida é um palco que brilha vazio, sem sentido.

Eu movo o céu, o dia, à noite.

Eu danço com o vento, a chuva.

Um pouco de amor, um fio de mel.

E eu danço, danço, danço, danço, danço

E na gritaria, eu corro e eu tenho medo.

É minha vez?

Volta à dor

Por toda Paris, eu me abandono.

E eu vôo, vôo, vôo

Nesse doce sofrimento

Onde eu paguei todos os pecados

Escute como meu coração é imenso

Eu sou uma criança do mundo

Eu movo o céu, o dia, à noite.

Eu danço com o vento, a chuva.

Um pouco de amor, um fio de mel.

E eu danço, danço, danço, danço.

Na gritaria, eu corro e eu tenho medo.

É minha vez?

Volta a dor

Por toda Paris, eu me abandono.

E eu vôo, vôo, vôo

Categorias

Posts recentes